quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Kokeshi

A Kokeshi é uma boneca típica do Japão, com características próprias e marcantes. As tradicionais são artesanais, feitas em madeira e pintadas à mão.

Uma kokeshi tem os seguintes traços que a tornam inconfundível: são manufaturadas em madeira, o tronco é simples, não possui braços nem pernas e a cabeça é grande. O rosto é pintado com finas linhas, e o corpo tem desenhos florais. É envernizada com cera e na parte inferior há a assinatura do artista.

As kokeshis tradicionais (Dento) seguem padrões particulares e são oriundas da região de Miyagi, estância termal do norte do Japão. É possível que estas bonecas tenham sido feitas originalmente em meados do período Edo (entre 1603 a 1867), como souvenires aos visitantes das fontes termais. Um detalhe encantador e muito valorizado pelos japoneses reside no fato de que, por serem pintadas à mão, o rosto de uma kokeshi nunca é exatamente igual ao de outra.

Depois da Segunda Guerra Mundial, outras formas de kokeshi passaram a ser desenvolvidas nas grandes cidades e são conhecidas como kokeshis criativas (shingata). Com estas, o artista permite-se total liberdade para dar-lhe formas, desenhos e cores.

Poucas informações sobre a origem dessa boneca podem ser consideradas verdadeiras, pois a imaginação dos japoneses antigos criou lendas fantásticas (algumas realmente assustadoras) para a kokeshi.

Algumas versões defendem que a kokeshi seria a representação de uma lenda horrenda, que narra que na região de Tohoku (norte do Japão), houve um período de intensa escassez de alimentos e crianças foram sacrificadas para servirem de alimento. Por isso, a kokeshi não teria braços e pernas.(descarto essa idéia, horrível!!!rs)

Na outra ponta do país, em Okinawa (ilha do extremo sul do Japão), a kokeshi foi adotada como parte das cerimônias fúnebres de crianças que não atingiam 1 ano de idade. Era comum acreditarem que a alma do bebê morto fixava-se na boneca e os familiares então ofereciam doces, alimentos e origamis à kokeshi, para que a alma do bebê não se sentisse perdida na situação além-morte. (Cruzes!!!)

Levando-se em consideração que no Japão antigo só existiam as bonecas de porcelana, que por serem muito caras, eram acessíveis somente às crianças das famílias mais ricas, a kokeshi tornou-se a opção para todas as outras crianças e por essa "democratização" do brinquedo, consagrou-se como objeto de grande apreço das pessoas. Diz-se até que, por suas formas arredondadas, eram dadas aos bebês na fase dos primeiros dentes, como "mordedor" (o que pode ter sido o ancestral dos massageadores de gengivas que oferecemos aos nossos bebês hoje).

Por fim, a despeito de todo o folclore que cercava a kokeshi, ao longo dos séculos, os japoneses continuaram produzindo e propagando-as em seu sentido mais simples: a descrição da beleza feminina.

Há muitos estilos diferentes de Kokeshi, mas há uma filosofia que permeia toda a sua história, que é a harmonização da beleza e da arte com a simplicidade.

Fontes:
Wikipedia (www.wikipedia.org)

Comentando o artigo:
Acho essas bonequinhas simplesmente lindas! Deixando de lado as  lendas macábras, elas ficam perfeitas em cima de um aparador branco ou numa mesinha de centro.
Quem quiser conhecer alguns sites legais:
 http://www.kokeshiclub.com.br/
http://www.lovemomiji.com/
http://www.kokeshishop.co.uk/index.htm



Agora FOTOS!!! que todo mundo ama!








3 comentários:

Nosso Futuro Lar disse...

Oi querida! que luxo tá ficando su casa-apê! O que é essa porta da cozinha? Linda demais! Que bom gosto. Parabéns

Carol Rodrigues disse...

seu blog também é lindo!! pronto!! agora tbm sou sua seguidora! Adorei de verdade!!

xoxo

Laély disse...

Tenho algumas kokeshis como estas. Agora, preciso arranjar um lugarzinho para expor minha pequena coleção.

Pesquisa personalizada